AVISO AVISO

ATENÇÃO com a finalidade de melhorar a performance do sistema, estão sendo exibidas apenas as consultas públicas EM ANDAMENTO.

Caso deseje acessar as consultas com prazo esgotado, favor selecionar o botão STATUS abaixo e marcar a opção "Fechado".

fechado
Consulta Pública nº 151 de 16/06/2023

Consulta Pública sobre aprimoramentos metodológicos propostos pela CPAMP para o Ciclo 2022/2023

Consulta Pública sobre proposta da Equipe de Trabalhos Técnicos da CPAMP referente a: 1 - representação híbrida de usinas hidrelétricas e eficientização do modelo Newave; 2 - Representação de Cenários de Ventos; 3 - Avaliação da parametrização do CVaR com Sumário Executivo 2022/2023

Publicação no DOU em: 16/06/2023,
Prazo: 16/06/2023 à 19/07/2023
Número Processo: 48330.000188/2020-32
Área Responsável: Secretaria-Executiva
ANEXOS
Relatório Técnico da Equipe de Trabalhos Técnicos CPAMP - nº 03-2023 - Avaliação de parâmetros CVaR Download
Relatório Técnico da Equipe de Trabalhos Técnicos da CPAMP – nº 01-2023 - Representação Híbrida de Usinas Hidrelétricas e Eficientização do Modelo NEWAVE Download
Relatório Técnico da Equipe de Trabalhos Técnicos da CPAMP – nº 02-2023 - Representação de Cenários de Ventos Download
Relatório Técnico da Equipe de Trabalhos Técnicos da CPAMP – nº 04-2023 - Análise das Contribuições Download

  • Contribuído em 18/07/2023 Esfera Energia

    CP 151/2023 MME Contribuição Esfera Energia

    Estabelecida pelo Ministério de Minas e Energias (MME) a Consulta Pública nº 151 de 16/06/2023 trata sobre as propostas da Equipe de Trabalhos Técnicos da Comissão Permanente para Análise de Metodologias e Programas Computacionais do Setor Elétrico (CPAMP) tratados no ciclo 2022/2023 que dizem respeito a: Representação híbrida de usinas hidrelétricas e eficientização do modelo NEWAVE; Representação de Cenários de Ventos; Avaliação da parametrização do CVaR com Sumário Executivo 2022/2023. A Esfera Energia, por meio desta contribuição, apresenta sua visão sobre as questões levantadas na CP 151, sobretudo aos estudos apresentados nas discussões a respeito do terceiro tópico supracitado (Avaliação da parametrização do CVaR com Sumário Executivo 2022/2023).

    Número identificador: 151/23-07183

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 18/07/2023 Petróleo Brasileiro S.A. - Petrobras

    Petrobras - Contribuições para a Consulta Pública nº 151/2023

    As contribuições tem por finalidade permitir que os modelos reflitam, da maneira mais fiel possível a realidade operativa, de forma a possibilitar que os testes e seus resultados sejam divulgados pela CPAMP individualmente e conforme cronograma originalmente estabelecido, dando tempo hábil para as partes interessadas avaliarem as alterações propostas e fornecerem os respectivos pareceres com embasamento técnico. Contribuições Petrobras: • Expansão da MMGD: deve ser incorporada no ciclo de 2024; • Expansão da oferta do ACL: a premissa deve ser incorporada de acordo com o proposto na “fase 2”; • Parâmetros de VMinOp (nível meta para os reservatórios ao final do período seco): de acordo com as alterações propostas (ciclo/2024); • Newave Híbrido (representação individualizada dos reservatórios e restrições hidráulicas nos primeiros 12 meses): recomenda-se que este item seja estudado de forma mais exaustiva nos próximos meses, com a participação dos agentes, para possível incorporação no ciclo de 2025; • Fontes Intermitentes (consideração de incerteza na geração eólica e representação por postos eólicos equivalentes): entendemos que essa nova modelagem está madura o suficiente e de fato trará um ganho para o processo de planejamento. sugerimos, então, a postergação da entrada da modelagem das fontes intermitentes para o próximo ciclo, independente da entrada da modelagem do Newave Híbrido a partir do próximo ano; e • Parâmetros do CVaR (mecanismo de aversão ao risco): recomenda-se que para o ciclo de 2024 seja mantido o par (alfa=25, lambda=35), mas que as alternativas de pares continuem sendo estudadas, para incorporação no ciclo de 2025, se pertinente.

    Número identificador: 151/23-07184

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 CEMIG

    Contribuições Cemig CP MME 151 2023

    A Companhia Energética de Minas Gerais - CEMIG traz, por meio deste documento, suas considerações sobre a Consulta Pública MME nº 151/2023 do Ministério de Minas e Energia, cujo objetivo é coletar contribuições a respeito da documentação técnica da Equipe de Trabalhos Técnicos da Comissão Permanente para Análise de Metodologias e Programas Computacionais do Setor Elétrico - CPAMP, que trata dos aprimoramentos metodológicos para o Ciclo 2022/2023.

    Número identificador: 151/23-07196

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 CPFL

    Contribuição CPFL Energia - CP151_23 - Propostas CPAMP 22-23

    O Grupo CPFL traz a sua contribuição à Consulta Pública MME nº 151/2023, instaurada pelo Ministério de Minas e Energia (MME), com avaliação da Equipe de Trabalhos Técnicos da CPAMP referente aos aprimoramentos metodológicos propostos para o Ciclo 2022/2023.

    Número identificador: 151/23-07197

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 18/07/2023 Alupar Investimento S.A.

    CONTRIBUIÇÃO À CONSULTA PÚBLICA MME Nº 151/2023

    • Newave Híbrido: a representação híbrida de usinas hidrelétricas é um avanço para o setor, mas, por ora, sua implementação apresenta limitações (destacadas no relatório 01/2023) que trazem incertezas. Sugerimos estudos mais aprofundados e esclarecimentos pela equipe técnica, não recomendando sua entrada para janeiro/2024; • Alteração dos parâmetros CVaR: as simulações apresentadas pelo GT Metodologia no relatório 03/2023 para avaliação dos parâmetros de aversão ao risco consideram todos os aprimoramentos propostos para comparação com o caso MAV. Dada a não recomendação do Newave Híbrido para o próximo ano, se tornou inviável analisar os impactos isolados das demais sugestões, ainda que o grupo tenha afirmado que essas implementações (dados de entrada de MMGD, dados de expansão das usinas do ACL e a representação de cenários de ventos) não demandam a recalibração dos parâmetros do CVaR. Sendo assim, entende-se ser necessário o avanço dos estudos no próximo ciclo para um melhor embasamento técnico acerca da necessidade de reavaliação dos parâmetros.

    Número identificador: 151/23-07182

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 Santander

    Contribuição Santander Corretora à Consulta Pública aprimoramento CPAMP

    O Santander Corretora de Seguros, Investimentos e Serviços S.A cumprimenta o Ministério de Minas e Energia (MME) e a Comissão Permanente para Análise de Metodologias e Programas Computacionais do Setor Elétrico – CPAMP pela a abertura dessa consulta pública e pelos trabalhos realizados nesse ciclo 2022/2023, e manifesta-se contrário a implementação do Newave Híbrido no ciclo 2023/2024, indiferente à utilização da representação de cenários de ventos e favorável a utilização do modelo atual vigente (MAV) sem reparametrização do CVaR.

    Número identificador: 151/23-07199

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 Aliança Geração de Energia S.A.

    Consulta Pública nº 151/2023 - Aprimoramentos metodológicos CPAMP

    Contribuição da Aliança Geração de Energia S.A. (“Aliança”) à Consulta Pública nº 151 de 16/06/2023 relativa às propostas da CPAMP para o ciclo de estudo 2022/23.

    Número identificador: 151/23-071910

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 Echoenergia

    Contribuição Echoenergia à CP MME 151/2023 - Propostas de Aprimoramento CPAMP

    A Echoenergia, plataforma de energia limpa e renovável do Grupo Equatorial, apresentou suas contribuições à Consulta Pública nº 151/2023, que trata dos aprimoramentos nos modelos propostos pela CPAMP para o ciclo 2022-2023. A Echoenergia discutiu propostas de mudanças nos modelos de planejamento da operação do sistema e formação de preços, envolvendo a representação híbrida de usinas hidrelétricas, cenários de ventos e parâmetros do CVaR. Discordamos da implementação imediata do modelo NEWAVE Híbrido, destacando a falta de intuitividade e resultados aparentes na otimização do Sistema Interligado Nacional (SIN). Defendendo a necessidade de estudos mais detalhados e analíticos individuais para melhor avaliação da situação. A Echoenergia destaca que o uso de representação agregada de usinas hidrelétricas resulta em perda de precisão e que o NEWAVE Híbrido, permitindo uma representação individualizada das usinas, é de extrema importância. A empresa também ressalta a importância de representar os cenários de ventos de forma adequada, levando em conta a influência hidrológica. No entanto, a Echoenergia sugere a realização de análises mais aprofundadas e apresentação ao mercado antes da implementação dessas propostas. Recomendamos também reavaliar o mecanismo de aversão ao risco diante de mudanças relevantes entre oferta e demanda. Por fim, destacamos a complexidade das propostas e ressaltamos a necessidade de tempo e reuniões para uma análise detalhada e consistente dos resultados.

    Número identificador: 151/23-071911

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 ABRACE

    Contribuição ABRACE

    A ABRACE, associação setorial que representa os grandes consumidores industriais de energia, no viés de contribuir com o processo de aperfeiçoamento regulatório e modernização do setor elétrico brasileiro - SEB, apresenta abaixo suas considerações sobre as propostas de aprimoramentos metodológicas na cadeia dos modelos computacionais utilizados para formação de preço e planejamento da operação.

    Número identificador: 151/23-071915

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 Enel

    Contribuição da Enel Brasil à Consulta Pública nº 151/2023

    A Enel Brasil apresenta suas contribuições à Consulta Pública 151/2023 sobre os aprimoramentos metodológicos propostos pela CPAMP para o Ciclo 2022/2023.

    Número identificador: 151/23-071920

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 ABRAGE

    Contribuições da ABRAGE à Consulta Pública 151/2023

    Encaminhamento das Contribuições da ABRAGE à Consulta Pública 151/2023

    Número identificador: 151/23-071921

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 Associação Brasileira dos Produtores Independentes de Energia Elétrica

    Contribuições da Apine para a CP 151-2023

    Contribuições da Apine para a CP 151-2023

    Número identificador: 151/23-071923

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 Delta Energia

    Contribuição Delta Energia

    Contribuição do Grupo Delta Energia a Consulta Pública sobre aprimoramentos metodológicos propostos pela CPAMP para o Ciclo 2022/2023

    Número identificador: 151/23-071924

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 Delta Energia

    Contribuição Delta Energia

    Contribuição do Grupo Delta Energia a Consulta Pública sobre aprimoramentos metodológicos propostos pela CPAMP para o Ciclo 2022/2023

    Número identificador: 151/23-071925

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 Norte Energia SA

    Contribuição NESA para CP MME 151

    Em síntese, relativo aos aprimoramentos nos modelos de formação de preço e despacho tratados nessa CP MME 151/2023, pontuamos observações e sugestões da NESA conforme segue: • Sugerimos à CPAMP envidar esforços acadêmicos e tecnológicos adicionais na individualização das usinas no NEWAVE híbrido, que seja, ao mesmo tempo, consistente com a otimização de recursos e eficiente em termos computacionais. • Concluir os testes remanescentes do aprimoramento dos cenários de vento no NEWAVE antes de ser implantado. • Manter os atuais parâmetros de aversão a risco do CVaR. • Destacamos importância do CT PMO/PLD na discussão e participação dos agentes em aprimoramentos de relevante impacto, especialmente aqueles não classificados como alteração metodológica nos termos da Resolução CNPE nº 22/2021. • Apoiamos a implementação a partir de janeiro de 2024 da expansão da MMGD proposta e discutida com os agentes no âmbito do CT PMO/PLD. • Parabenizamos o CMSE pela escolha do critério Fase 2 na Expansão de Usinas do ACL a ser implantado a partir de janeiro de 2024. • Aprofundar estudos de constrained-off de geração nos modelos que atendam critérios isonômicos entre as fontes, para o próximo ciclo de trabalho da CPAMP; • Estudar alternativas de penalização, de forma fixa ou dinâmica, para o corte de geração notadamente os vertimentos turbináveis nos modelos; • Definir encargo por constrained-off hidráulico, que permita ressarcimento ao MRE em virtude de restrições de transmissão com deslocamento hidráulico; e • Permitir despacho prioritário das usinas a fio d’água de modo a minimizar perdas energéticas e prejuízos para a sociedade.

    Número identificador: 151/23-071927

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 Neoenergia

    Contribuições da Neoenergia

    - Necessidade de melhoria na definição e cumprimento do cronograma de trabalho, de forma a haver tempo hábil para discussões, consulta pública, análise das contribuições e deliberação pela CPAMP. - Necessidade de avaliação do CVaR não apenas para o caso com todas as funcionalidades propostas. - É importante que, ao abrir a consulta pública, já exista uma recomendação do grupo técnico da CPAMP. - Aprofundamento das mudanças metodológicas nas forças tarefas de validação dos modelos. - Somos contrários à implantação do Newave híbrido em janeiro de 2024 em função do elevado tempo de processamento. - Também é necessário investigar o maior deplecionamento dos reservatórios no modelo individualizado, mesmo quando não são consideradas as restrições de defluência mínima. - Com relação ao Newave com cenários de vento, é necessário ficar clara a razão de a alteração da tendência hidrológica não impactar nos cenários de vento. Também é importante aprofundar na definição do número de PEEs, sobretudo quando esse aprimoramento for utilizado em conjunto com o Newave híbrido. - Não é possível contribuir em relação à alteração dos parâmetros do CVaR em razão de só terem sido apresentados resultados considerando todas as funcionalidades propostas. - Entendemos que, se são as CRef que balizam as decisões do ONS e CMSE, deveríamos avançar na representação explícita delas no modelo. A escolha de parâmetros de aversão a risco em função do atendimento à CRef não nos parece adequada, uma vez que no backtest e estudos prospectivos as condições de afluência são diferentes das consideradas na construção da CRef. - Importante refletir sobre as diferenças de metodologias adotadas pelo ONS/CCEE e EPE, que vão de encontro aos objetivos da CPAMP, definidos na RES CNPE 01/2007.

    Número identificador: 151/23-071929

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 Echoenergia

    Contribuição Echoenergia à CP MME 151/2023 - Propostas de Aprimoramento CPAMP

    A Echoenergia discutiu propostas de mudanças nos modelos de planejamento da operação do sistema e formação de preços, envolvendo a representação híbrida de usinas hidrelétricas, cenários de ventos e parâmetros do CVaR. Discordamos da implementação imediata do modelo NEWAVE Híbrido, destacando a falta de intuitividade e resultados aparentes na otimização do Sistema Interligado Nacional (SIN). Defendemos a necessidade de estudos mais detalhados e analíticos individuais para melhor avaliação da situação. A Echoenergia destaca que o uso de representação agregada de usinas hidrelétricas resulta em perda de precisão e que o NEWAVE Híbrido, permitindo uma representação individualizada das usinas, é de extrema importância. Também ressaltamos a importância de representar os cenários de ventos de forma adequada, levando em conta a influência hidrológica. No entanto, a Echoenergia sugere a realização de análises mais aprofundadas e apresentação ao mercado antes da implementação dessas propostas. Recomendamos também reavaliar o mecanismo de aversão ao risco diante de mudanças relevantes entre oferta e demanda. Por fim, a Echoenergia destaca a complexidade das propostas e ressalta a necessidade de tempo e reuniões para uma análise detalhada e consistente dos resultados. Eles ficam à disposição para esclarecimentos e discussões sobre as metodologias propostas.

    Número identificador: 151/23-071912

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 Hydro Energia

    Contribuição Hydro Energia - Consulta Pública MME nº 151/2023

    Em síntese, o posicionamento da Hydro Energia é que o NW Híbrido ainda não está pronto para ser usado no planejamento da operação e formação do preço em 2024. Na nossa visão, o modelo deve seguir sendo aperfeiçoado no próximo ciclo CPAMP, visando sua implementação em 2025. Dentre os estudos apresentados nesse ciclo, entendemos que o cenário MAV com ACL Fase 2 é o mais adequado para adoção em 2024. Destacamos ainda a importância do maior envolvimento dos agentes durante o ciclo CPAMP, na fase de desenvolvimento e análise dos estudos de alterações metodológicas nos modelos energéticos

    Número identificador: 151/23-071914

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia

    Contribuição Abraceel - Alterações nos modelos propostas pela CPAMP para 2024

    Contribuição Abraceel - Alterações nos modelos propostas pela CPAMP para 2024

    Número identificador: 151/23-071916

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 Genial Energy Comercializadora de Energia Eletrica Ltda

    Contribuição da Genial Energy - CP MME 151/2023

    Contribuição da Genial Energy - CP MME 151/2023 - CPAMP Ciclo 2022/2023

    Número identificador: 151/23-071917

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 Delta Energia

    Contribuição Delta Energia

    Contribuição do Grupo Delta Energia a Consulta Pública sobre aprimoramentos metodológicos propostos pela CPAMP para o Ciclo 2022/2023

    Número identificador: 151/23-071918

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 ABIAPE - Associação Brasileira dos Investidores em Autoprodução de Energia

    Contribuição da ABIAPE à CP MME nº 151

    A Associação Brasileira dos Investidores em Autoprodução de Energia (ABIAPE) apresenta contribuições à Consulta Pública nº 151 do Ministério de Minas e Energia, que trata das alterações propostas aos programas de despacho e formação de preço do Sistema Interligado Nacional (SIN).

    Número identificador: 151/23-071919

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 Auren Energia

    Auren Energia - Contribuições para a Consulta Pública nº 151/2023

    Contribuições da Auren Energia na Consulta Pública n° 151/2023, que trata dos aprimoramentos propostos pela CPAMP no ciclo 2022/2023.

    Número identificador: 151/23-071922

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 Casa dos Ventos Energias Renováveis

    Contribuição da Casa dos Ventos Energias Renováveis à Consulta Pública MME nº 151/2023

    Novos desenvolvimentos e melhorias estudadas para implementação nos modelos de formação de preço têm se mostrado importantes e fundamentais para obter maior aderência da otimização matemática com a visão operativa real do sistema e do mercado de energia. É indiscutível a complexidade de implementação do NEWAVE Híbrido. Contudo a CPAMP não possuiu tempo suficiente para a realização de todas as simulações necessárias para o real entendimento da operação proposta pelo novo modelo e para a parametrização de todas as novas variáveis (penalidades de vazões mínimas e máximas). Seguindo a métrica utilizada pela CPAMP do ciclo 21/22, que consiste em avaliar o grau de aderência do modelo frente à CREF, constata-se que nenhuma configuração estudada apresentou o índice mínimo de 95% conforme a recomendação do ciclo anterior, e portanto neste ciclo não deveriam ser incorporadas nenhuma metodologia. Por parte do modelo híbrido com incerteza eólica, nenhuma parametrização proposta do CVaR foi suficiente para ensejar uma melhor resposta do modelo. Já no caso MAV, em decorrência desta métrica somada a inserção dos dados de MMGD e consideração das usinas ACL, é necessária a realização de estudos para definir a melhor parametrização do CVaR. Isto posto, defendemos: 1. A não implementação do NEWAVE híbrido para o ciclo 2022/2023; 2. A representação da incerteza eólica nos modelos condicionada a continuidade dos estudos visando a melhoria de sua geração de cenários já no próximo ciclo; 3. A criação de Grupo de Trabalho no âmbito do CT PMO/PLD para discussão e análise do critério de consideração das usinas do ACL com obras não iniciadas, uma vez que a deliberação pelo CMSE não seguiu a governança estipulada na Resolução Normativa ANEEL nº 1.032/2022; 4. A recalibração do CVaR em caso de consideração do MAV e representação dos cenários de vento; 5. A incorporação do VMinOp sazonal com penalidade variável no ciclo de trabalho 2023/2024 da CPAMP.

    Número identificador: 151/23-071926

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 Enercore Trading

    Contribuição Enercore Trading - CP MME 151/2023

    A Enercore Trading faz por meio do documento em anexo sua contribuição à Consulta Publica MME 151/2023 sobre os aprimoramentos metodológicos propostos pela CPAMP para o Ciclo 2022/2023. A Enercore não apresenta objeção à entrada da representação de incerteza eólica (Fontes Intermitentes). Por outro lado, acredita que o Newave Híbrido não se encontra em um estado de maturidade suficiente para a sua implementação nos modelos oficiais, de forma que deveria ter seu funcionamento aprimorado ao longo do próximo ciclo. Por fim, a Enercore concorda com a CPAMP de que não há necessidade de recalibração do CVaR apenas com a alteração de dados de entrada e, portanto, este deveria permanecer igual ao do último ciclo.

    Número identificador: 151/23-071928

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 Eletrobras

    Contribuições ELETROBRAS

    A Eletrobras cumprimenta o Ministério de Minas e Energia (MME) pela abertura desta Consulta Pública - CP cujo tema trata-se de proposta da Comissão Permanente para Análise de Metodologias e Programas Computacionais do Setor Elétrico – CPAMP, referente à Representação Híbrida de Usinas Hidrelétricas e Eficientização do Modelo NEWAVE (NEWAVE Híbrido), Representação de Cenários de Ventos e Avaliação da parametrização do CVaR e encaminha, na forma do documento anexo, suas contribuições.

    Número identificador: 151/23-071930

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 ABRAGET

    Contribuição da ABRAGET à Consulta Pública MME nº 151/2023.

    Os pontos de aprimoramento mencionados na consulta pública devem ser submetidos a estudos e testes adicionais, com especial atenção à avaliação individual de cada melhoria proposta em diferentes cenários de vazão. O prosseguimento dos estudos e desenvolvimento dos modelos é de extrema importância, bem como a divulgação dos dados e a concessão de um prazo mais amplo para permitir que os agentes avaliem os resultados de forma mais efetiva. Essas ações devem levar em consideração a relevância das alterações propostas para o mercado.

    Número identificador: 151/23-071913

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 14/07/2023 AMPERE CONSULTORIA

    Contribuição - Ampere Consultoria

    Contribuição para a consulta pública nº151/2023

    Número identificador: 151/23-07141

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 ABEEólica

    Contribuição da ABEEólica à CP MME 151 2023

    Contribuição da ABEEólica à CP MME 151 2023

    Número identificador: 151/23-071931

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 Comerc Energia

    Comerc Energia - Contribuição para a Consulta Pública MME 151/2023

    O Grupo Comerc Energia apresenta, no documento anexo, suas contribuições à Consulta Pública nº 151/2023 do Ministério de Minas e Energia, que discute a proposta da Equipe de Trabalhos Técnicos da CPAMP referente a: (i) Representação híbrida de usinas hidrelétricas e eficientização do modelo Newave; (ii) Representação de Cenários de Ventos; (iii) Avaliação da parametrização do CVaR com Sumário Executivo 2022/2023.

    Número identificador: 151/23-071933

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 ENGIE Brasil Energia

    Contribuição da ENGIE Brasil Energia para a Consulta Pública MME 151/23

    Contribuição da ENGIE Brasil Energia para a Consulta Pública MME 151/23

    Número identificador: 151/23-071935

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 Comerc Energia

    Comerc Energia - Contribuição para a Consulta Pública MME 151/2023

    O Grupo Comerc Energia apresenta, no documento anexo, suas contribuições à Consulta Pública nº 151/2023, do Ministério de Minas e Energia, que discute a proposta da Equipe de Trabalhos Técnicos da CPAMP referente a: (i) Representação híbrida de usinas hidrelétricas e eficientização do modelo Newave; (ii) Representação de Cenários de Ventos; (iii) Avaliação da parametrização do CVaR com Sumário Executivo 2022/2023.

    Número identificador: 151/23-071932

    Justificativa da reprovação:

  • Contribuído em 19/07/2023 EDP

    Contribuições EDP

    A EDP congratula o MME pela abertura desta Consulta Pública, ao passo em que apresenta suas contribuições. Em síntese: • Entendemos ser prematura a entrada do modelo Newave Híbrido a partir de janeiro/24. Faz- se necessário dar continuidade aos estudos realizados, de forma a sanar as divergências de comportamento do modelo em detrimento da realidade operativa atual, principalmente com relação ao excessivo deplecionamento de reservatórios. Entende-se, adicionalmente, que o modelo deveria indicar despachos que favoreçam a segurança de suprimento energético, considerando, portanto, ganho de reservatórios; • Entendemos a relevância em se considerar as fontes intermitentes nos modelos de preço, porém, através dos resultados disponibilizados pela CPAMP, não foi possível observar inovações significativas tanto do ponto de vista de representação, bem como operacional, de forma que se entende prematura a entrada do aprimoramento em janeiro/24. Ainda, mostra-se essencial avaliar a recalibração do CVaR, tendo em vista que se manteve a CRef como referência para tal recalibração. Além disso, entende-se pertinente que a CPAMP apresente benefícios e malefícios para a correlação temporal dos cenários de vento e vazão, bem como da consideração do constrained-off eólico; • Entendemos que, independentemente do par de CVaR escolhido, se implementadas as mudanças no modelo Newave, nenhum atenderia ao critério de atingimento de 95% da CRef, uma vez que a inserção destes aprimoramentos faria com que a aversão ao risco fosse cada vez maior para tentar manter este atingimento. Além disso, a EDP defende a criação de um grupo de trabalho na CPAMP, específico sobre a construção e utilização da CRef para recalibração dos parâmetros de aversão a risco, que culmine com a abertura de uma consulta pública para endereçar aprimoramentos.

    Número identificador: 151/23-071934

    Justificativa da reprovação: